Os benefícios da integração de terapias complementares com a medicina convencional

Na Clínica Blossom, as nossas terapias trabalham o corpo, mas também a mente e as emoções. Consideramo-nos uma ponte entre Saúde Integral e Bem-Estar, e integramos as Terapias Complementares com a Medicina Convencional. Neste artigo, discutimos porque é benéfico combinar estas duas abordagens de modo a obter resultados transformadores.

A nossa experiência indica que a integração destas abordagens à saúde leva a uma maior eficácia, tanto na criação de resultados duradouros como na adaptação às necessidades individuais de cada paciente.  Para isso combinamos Clínica Geral, Nutrição e Psicologia juntamente com Medicina Tradicional Chinesa, Osteopatia, Hipnoterapia, Naturopatia, Reflexologia ou Massagem. Todas estas disciplinas podem ser utilizadas para tratar a dor e o stress e, ao combinar tratamentos médicos convencionais com terapias complementares, obtemos melhores resultados, tanto em problemas físicos como em condições que requerem apoio emocional.

As Terapias Complementares são muito eficientes, por exemplo na condução de mudanças no estilo de vida, e são, por isso, uma forma de complementar abordagens medicamentosas ou interventivas. Por outro lado, programas de nutrição, exercício ou técnicas de relaxamento, como yoga ou meditação, permitem aos profissionais de saúde abordar os sintomas físicos de um paciente ao mesmo tempo que consideram as suas necessidades psicológicas. É uma abordagem holística, que considera a pessoa como um todo, e que pode conduzir a melhores resultados tanto para condições de curto prazo, tais como dores agudas, mas também criar condições para a gestão de doenças crónicas.

Se quiséssemos resumir a nossa abordagem, poderíamos dizer que a combinação da medicina convencional com terapias complementares é uma forma poderosa de criar resultados que perduram no tempo. De facto, ao utilizar uma abordagem integradora, os profissionais de saúde podem fornecer soluções eficazes ao mesmo tempo que aumentam a disponibilidade dos pacientes para os tratamentos e permitem que estes assumam um papel activo na sua própria jornada de cuidados de saúde. Ou seja, pela integração destas duas abordagens, é possível obter melhores resultados, enquanto os pacientes atingem um sentido de equilíbrio e harmonia que conduz a uma melhor saúde e bem-estar em geral.

Falar por telefone
Enviar uma mensagem
Partilhe esta página